Service95 Logo
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
Issue #001 “Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”
A black and white image of a white visibly disabled woman, standing on one of two podiums of various heights wearing a black dress with black shoes © Yumna Al-Arashi

“Vamos construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade”

Vivo em um mundo que não foi projetado para mim.  

Como uma pessoa com deficiência física, grande parte das minhas decisões e independência é limitada pelo design de lugares, espaços e produtos. Isso fica mais óbvio quando me aproximo de uma porta automática e ela não abre porque o sensor está definido para uma altura específica. Ou quando tento pedir um café e o balcão é tão alto que o barista não me vê e continua dizendo: “Próximo!”. Ambos são inacessíveis para mim. Talvez o primeiro caso ajude a garantir a segurança das crianças e o segundo esteja relacionado ao fato de que os baristas fazem o café de pé. No entanto, são dois lembretes de que lugares, espaços e produtos geralmente são criados com base em probabilidade e na experiência do designer, ou seja, suposições sobre quem usa o produto, quem vive no nosso mundo e quem trabalha como barista.  

A “incompatibilidade” com o ambiente não é exclusividade minha. Pense em uma tesoura que só pode ser usada por destros, ou que a temperatura padrão dos escritórios foi determinada em torno da taxa metabólica de repouso de um homem comum. Foi só em 2019 que as sapatilhas de balé começaram a combinar com tons de pele pretos e mestiços. Em meio a uma pandemia, os testes de antígeno ou fluxo lateral são inacessíveis para os cegos, e as máscaras faciais continuam sendo uma barreira para a comunidade surda.  

Um jeito de mudar tudo isso? Construir um mundo que inclua todos por meio do design e da acessibilidade.  

Eu defino acessibilidade como uma prática contínua e em constante evolução, alcançada através da participação consciente, construtiva e interseccional de pessoas que já viveram a exclusão. Acredito que, projetando um mundo mais acessível, também construímos um mundo mais justo. As soluções acessíveis não só dão autonomia às pessoas com deficiência, mas melhoram muito a vida de todos.  

Por exemplo, você sabia que as mensagens de texto foram originalmente criadas para a comunidade surda? As mensagens de texto (a primeira delas foi enviada em 1992) foram criadas por Matti Makkonen como um método acessível para pessoas surdas se comunicarem entre si e com a comunidade sem deficiência. Hoje, elas são o serviço de dados mais usado do mundo, com 22 bilhões de textos enviados por dia (sem contar os recursos de mensagens do Snapchat, Instagram, WhatsApp e TikTok). 

Acredito que a inovação nasce dentro das minorias, mas por onde começar? Aqui está o meu plano: 

  1. Deficiência não é palavrão Use a palavra “deficiente” e evite eufemismos. 
  2. Apoie artistas e ativistas deficientes, como: Christine Sun Kim, Rosie Jones, Chella Man, Éabha Wall e Dr Rosaleen McDonagh  
  3. Não sabemos o que não sabemos Na escola, em casa, no cinema, em uma chamada de Zoom ou no trabalho, sempre se pergunte: “Isso é acessível?”.  

Sinéad Burke é escritora, acadêmica e ativista da deficiência e mora em Dublin. @tiltingthelens 

← Back

Thank you for subscribing. Please check your email for confirmation!
Invitation sent successfully!

Please check your email for a reset password link!

Subscribe