Service95 Logo
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez
Issue #015 Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez

All products featured are independently chosen by the Service95 team. When you purchase something through our shopping links, we may earn an affiliate commission.

Portrait of graphic journalist Takoua Ben Mohamed in her studio © Mouadh Ben Mohamed

Takoua Ben Mohamed: quebrando os estereótipos, um quadrinho de cada vez

“Se há uma coisa que eu não gosto, é ser enquadrada em um padrão unidimensional”, diz Takoua Ben Mohamed no nosso ‘encontro’ pelo Zoom. “Mulher muçulmana. Imigrante de segunda geração. Ou pior ainda, uma exceção extraordinária: a menina do véu que – vejam só – conseguiu virar cartunista. Ou a forasteira tunisiana que ‘nada contra a corrente’. É tão limitante! Sou muçulmana, sim. Sou tunisiana. Mas também sou italiana e jornalista gráfica. Tenho várias dimensões. Tento refletir isso em tudo que faço.”

E ela está conseguindo. Takoua nasceu há 31 anos no sul da Tunísia, mas se mudou para Roma em 1999 com o resto da família – ela é a sexta de sete irmãos – para se reunir ao pai, um exilado político. Hoje, é cartunista, ilustradora, produtora de cinema, jornalista gráfica e autora de quatro histórias em quadrinhos, e seu foco são questões sociais como racismo, islamofobia e sexismo. Na Itália, um país onde todos esses problemas ainda existem, ela é uma das vozes locais mais ousadas e eloquentes na luta pela justiça social. “O ativismo sempre fez parte da minha vida”, conta. “Quando eu era pequena, meus pais me levavam a manifestações de direitos humanos porque achavam a coisa mais natural do mundo. Isso me moldou. Decidi desde cedo que queria tentar fazer a diferença.” De fato, Takoua começou jovem – primeiro como voluntária em organizações juvenis e humanitárias aos 10 anos, logo após os ataques de 11 de setembro, que, segundo ela, “dificultaram muito” a vida dos muçulmanos do mundo todo. Depois, criou um blog de quadrinhos online chamado Intercultural aos 14 anos. O blog narrava o cotidiano dela por meio de desenhos e vinhetas, incluindo os episódios de bullying e discriminação que sofria. “Os quadrinhos se tornaram o canal perfeito para compartilhar minha experiência”, diz ela. “Eles me permitiram explorar os temas que me interessam de uma maneira fácil de entender, e com certa ‘leveza’ e ironia”. Não demorou para editoras e revistas oferecerem propostas de livros e colaborações. Depois vieram os prêmios por seu jornalismo gráfico e o depoimento na campanha Look Beyond Prejudice, apoiada pela União Europeia para combater a discriminação e aumentar a conscientização entre as meninas muçulmanas. Mais tarde, com dois de seus irmãos, ela fundou a BM Entertainment, uma produtora que faz documentários sobre cultura jovem, mudança social e integração (Takoua é formada em animação cinematográfica). Seu documentário Hijab Style, sobre as inúmeras maneiras de usar o véu, foi ao ar no canal Al Jazeera, em 2020. “Quero contar histórias sobre pessoas como eu, mas diferentes daquelas que vemos na grande mídia”, diz ela. “Mulheres muçulmanas são muitas vezes retratadas como tristes, subjugadas e sem voz. Mas a realidade que conheço não poderia ser mais diferente. Por exemplo, eu decidi usar o véu. Minha família não me obrigou.” Um dos seus maiores sonhos é levar seus quadrinhos para o mundo árabe, atingindo um público totalmente novo. Seu objetivo final? Sorrindo, ela diz: “Um Prêmio Nobel para história em quadrinhos. Precisamos sonhar grande, né?”. Marianna Cerini é jornalista, vive em Milão e morou na Ásia por mais de uma década. Seu trabalho já foi publicado na Vogue italiana, Condé Nast Traveler e CNN Style

Read More

SUBSCRIBE TO SERVICE95 NEWSLETTERS

Subscribe