Service95 Logo
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário
Issue #068 “Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário

All products featured are independently chosen by the Service95 team. When you purchase something through our shopping links, we may earn an affiliate commission.

Portrait of model and presenter Rosie Viva Rosie Viva © Sam Hiscox

“Retratar os episódios de euforia foi muito libertador” – Rosie Viva, modelo e ativista, sobre seu documentário

“Conversar com outros jovens com transtorno bipolar pela primeira vez foi uma revelação”, explica Rosie Viva. “Foi quando perdi o medo. Aceitei a condição. Minha opinião sobre mim mesma mudou completamente.”

Gif featuring moments from Channel 4 Documentary Modelling, Mania And Me
Modelling, Mania And Me

Rosie – modelo que vive em Londres, ativista de saúde mental e, agora, cineasta – acaba de lançar um documentário sobre sua bipolaridade. É a segunda vez que ela aborda o assunto na tela. A primeira foi um projeto pessoal criado principalmente durante o lockdown; uma tentativa crua e intimista de entender a si mesma por meio das experiências de outras pessoas que enfrentam o problema. Essa segunda produção feita para a TV, Modelling, Mania And Me, é um trabalho mais refinado, porém igualmente vulnerável. Apesar da suposta dificuldade de ser filmada em alguns de seus momentos mais depressivos, Rosie considera a experiência libertadora.

“Foi muito interessante mostrar os momentos de euforia”, explica ela. “Há bastante tabu em torno disso. Sempre senti mais vergonha dos ‘altos’ do que dos ‘baixos’, pois a sociedade os considera mais difíceis de entender. Muitas pessoas podem se identificar com a tristeza e tentar dar conselhos, mas não entendem a euforia. Retratar os episódios de euforia foi muito libertador.”

Sua história parece feita para a tela: uma linda e jovem modelo é presa no aeroporto Stansted de Londres por subir no balcão de check-in e acionar o alarme de incêndio. Parece até ficção. Após esse incidente, há quatro anos, Rosie foi rapidamente hospitalizada e seu transtorno – que ela acreditava ser ansiedade – foi finalmente diagnosticado. Ela ficou internada por três meses e começou a jornada de recuperação.

Mas o mais interessante da narrativa não é o início dramático, mas as nuances. “Quando você faz um documentário, os produtores querem um final legal”, diz ela. “Minha luta foi explicar que vou administrar esse problema pelo resto da minha vida. Não tem fim. Esta sou eu.”

Rosie concorda que muitas pessoas esperam ficar mais velhas para contar sua história, mas achou importante mostrar sua autodescoberta para fornecer consolo a outros jovens na mesma situação. “Estou muito feliz agora porque me entendo melhor”, diz ela. “Sei que os altos e baixos são consequências da bipolaridade e estou em paz.”

Ela espera que o documentário destaque os sintomas da bipolaridade para que as pessoas que ainda não foram diagnosticadas possam procurar ajuda. “Passar pelo que eu passei traz um senso de apreciação da vida”, diz ela. “Entendemos o que nos traz segurança e tranquilidade, e passamos a buscar essas sensações. Eu achava que meu diagnóstico significava que eu não era normal. Hoje, acho que o anormal é minha antiga forma de pensar. Meu diagnóstico me salvou. É meu novo normal.” 
Confira Modelling, Mania And Me no Channel 4 YouTube Documentaries

Marie-Claire Chappet é jornalista de arte e cultura, editora colaboradora da Harper’s Bazaar e mora em Londres

Read More

SUBSCRIBE TO SERVICE95 NEWSLETTERS

Subscribe