Service95 Logo
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica
Issue #033 Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica

All products featured are independently chosen by the Service95 team. When you purchase something through our shopping links, we may earn an affiliate commission.

Illustration of the words 'Good vibes only' surrounded by smiling flowers EnkaArt/Shutterstock

Por que precisamos conversar sobre a positividade tóxica

A pressão implacável para mantermos a positividade é tão arraigada na nossa cultura que acreditamos que sermos positivos é a resposta exclusiva diante do sofrimento e a única maneira de lidar com as dificuldades. Embora muitas vezes bem-intencionada, a positividade pode se tornar tóxica quando usada na hora errada, com a pessoa errada ou ao discutir o assunto errado. 

Ter uma perspectiva positiva pode ser benéfico, mas quando a positividade vai um pouco longe demais, torna-se indiferente e inútil. Quando um amigo está de luto: “agradeça o tempo que viveu com [a pessoa falecida]”. Quando alguém acaba de sofrer um aborto espontâneo: “pelo menos você sabe que pode engravidar”. Ou quando alguém lida com preconceitos – do racismo à homofobia: “ainda bem que a maioria das pessoas não pensa assim”. Positividade tóxica é oferecer uma solução simples para um problema complexo. Não estamos falando sobre reclamar da fila do banco ou de um longo dia de trabalho. São questões que nos impactam profundamente e expõem nossa vulnerabilidade. Quando usamos positividade tóxica nesses momentos, o destinatário se sente isolado ou ignorado. Se eu disser que estou sofrendo e você responder “agradeça, pois poderia ser pior”, será que vou continuar falando sobre meu problema? Não, vou me calar.

É difícil imaginar que algo inocente como a positividade possa nos prejudicar, mas o pensamento positivo costuma ser um curativo em ferimento de bala. Em vez de nos ajudar a ser mais positivos, gera repressão emocional, o que leva à piora de humor, sentimentos negativos sobre interações sociais, aumento de emoções negativas e carência de emoções positivas. A cultura obcecada pela felicidade também afeta negativamente os relacionamentos e a sociedade em geral. Quando reforçamos a ideia de que alguns sentimentos são “ruins”, perdemos a oportunidade de nos conectar com os outros. A positividade também é usada como arma para minimizar ou negar a experiência de determinados grupos. Quando dizemos coisas como “por que simplesmente não amamos uns aos outros?” em resposta à discriminação, invalidamos as experiências que pessoas marginalizadas vivem regularmente. A positividade tóxica coloca toda a responsabilidade no indivíduo, poupando os sistemas e instituições que impossibilitam a positividade.

Temos promovido a felicidade e a positividade como uma cura mágica há séculos, mas parece que não está funcionando. Se quisermos ter relacionamentos íntimos e experimentar todo o espectro do que nos torna humanos, precisamos aceitar de uma vez por todas que a vida é complicada e nada é totalmente bom ou ruim. Em vez da positividade equivocada, podemos ouvir os sentimentos que são compartilhados e oferecer uma resposta empática como: “Parece ser muito difícil para você” ou “Percebo a tristeza na sua voz”. Aprender a respeitar onde estamos e onde os outros estão, sem forçar a positividade, pode ser a chave para uma felicidade mais verdadeira. 

Whitney Goodman, terapeuta de casal e familiar licenciada, é autora de Toxic Positivity: Keeping It Real In A World Obsessed With Being Happy, a psicoterapeuta por trás da conta do Instagram @sitwithwhit e proprietária do The Collaborative Counseling Center, uma clínica de terapia virtual na Flórida

Read More

SUBSCRIBE TO SERVICE95 NEWSLETTERS

Subscribe