Service95 Logo
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Issue #022 O monge que usa maquiagem
Image of Buddhist monk and makeup artist Kodo Nishimura © Ogata, 2022 @ogata_photo

O monge que usa maquiagem

Kodo Nishimura adora maquiagem, roupas bonitas e servir a comunidade budista como monge no templo onde foi criado. Pode parecer uma contradição: embora seja comum os monges terem empregos fora do templo, poucos frequentam a Parsons School of Design de Nova York, fazem maquiagem para clientes como Chloe x Halle ou aparecem no Queer Eye: Luz, Câmera, Japão!.

A jornada de Kodo para trabalhar como maquiador profissional começou assim que ele chegou aos EUA. Como um estudante solitário, ele se ofereceu para maquiar uma pessoa que também estava com dificuldades. Foi então que ele descobriu que os resultados vão além de uma noite de autocuidado. É uma lição que ele tenta incluir em suas aulas de maquiagem com inclusão de gênero.

“O mais interessante foi que aquela pessoa continuou confiante mesmo depois de retirar a maquiagem”, lembra ele. “Foi algo esperançoso, que ressoou no meu coração. Senti que também podia ser bonito. Também podia me sentir poderoso. Se eu estudasse maquiagem e dominasse as técnicas de sombra e base, poderia não só nutrir a autoestima das pessoas ao meu redor e que me veem sem discriminação, mas também me sentir bonito e útil.”

Aprender a abraçar todos os elementos da sua personalidade – o que ele chama de encarnação dos valores culturais tradicionais e modernos – foi o que levou Kodo a escrever This Monk Wears Heels: Be Who You Are, uma autobiografia sobre estudar nos EUA, abraçar sua herança japonesa e o treinamento religioso. Essa decisão foi tomada em grande parte porque o budismo foi algo que ele desconsiderou por muito tempo.

“Minha mãe é professora de piano e disse: ‘Se você diz que odeia a música de Mozart, tem que aprender a tocá-la’”, conta. “Só assim sua opinião será válida.” O mesmo aconteceu com seu treinamento para se tornar monge, que culminou na sua ordenação em 2015. “Antes disso, eu só tinha ouvido falar sobre o budismo, e fiquei muito incerto e desconfiado.” Mas através do processo de ordenação, Kodo encontrou uma paz inesperada e uma comunidade pronta para abraçá-lo, em vez da vergonha da sua sexualidade, carreira ou aparência. É uma mensagem de aceitação que ele sempre repete em nome da comunidade LGBTQIA+.

“Sou um líder religioso”, diz ele enfaticamente. “E digo de uma perspectiva budista que todos são igualmente valiosos.”

Laura Studarus é jornalista de viagens de Los Angeles e escreve para a BBC, Thrillist, Vice e Marie Claire 

← Back

Thank you for subscribing. Please check your email for confirmation!
Invitation sent successfully!

Please check your email for a reset password link!

Subscribe