Service95 Logo
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono
Issue #059 Como parar de se preocupar com a falta de sono

All products featured are independently chosen by the Service95 team. When you purchase something through our shopping links, we may earn an affiliate commission.

Como parar de se preocupar com a falta de sono

São 3 da manhã e, mais uma vez, você não consegue dormir. Você verifica seu aplicativo de sono. Seu tempo de repouso está zerado e você precisa levantar em 230 minutos. Você pega seu smartphone e começa a pesquisar freneticamente no Google coisas do tipo “como dormir” e “exercícios respiratórios para curar a insônia”. Seu coração está acelerado, seus pensamentos estão girando e, agora, o relógio marca 3h20. O que você vai fazer?

Quem já lutou contra a insônia sabe que o estresse emocional de pensar na falta de sono pode ser tão negativo quanto as implicações físicas dela. Isso não deveria ser uma surpresa: ouvimos constantemente que dormir bem é importante para manter a saúde geral. Os efeitos cumulativos da privação do sono têm sido associados a diversos problemas, como depressão, ansiedade, redução da imunidade, doenças cardíacas e até mesmo maior chance de lesões. Por isso, quando não dormimos o suficiente, podemos sentir que estamos prejudicando nossa qualidade de vida ou cometendo um crime terrível contra a saúde. 

Acontece que altos níveis de estresse podem prejudicar muito o sono, ou seja, essa preocupação exagerada não ajuda. “Há tanta informação na mídia dizendo que, se não dormir, você vai morrer ou ‘enlouquecer’ que o sono acabou virando um esporte de desempenho”, diz o Dr. Neil Stanley, especialista independente em sono e autor do livro How To Sleep Well. “Temos gadgets e dispositivos vestíveis que informam como dormimos, e isso é totalmente inútil. Preocupar-se com o sono é uma das coisas que mais atrapalha o sono.” 

David Lee, diretor clínico da Sleep Unlimited e autor de Teaching The World To Sleep concorda que a ansiedade com o sono não nos ajuda a dormir. “Quando não estamos dormindo bem, a ansiedade piora o problema”, diz ele. “O sono é um processo biológico e não podemos evitá-lo – mesmo os piores insones do mundo dormem. O que dizemos para tranquilizar as pessoas é: você vai dormir, você  dorme, e o problema é que você está se preocupando demais. Nessa situação, é preciso parar de pensar nisso.”

Dormir adequadamente é como uma faca de dois gumes − devemos priorizar o sono em nossas vidas, mas não a ponto de ficarmos obcecados. Como fazer isso? David diz que é importante lembrar que nossos ritmos circadianos (ciclo natural de sono-vigília) funcionam em blocos de 90 minutos. Portanto, se você não estiver com sono, levante-se e faça outra coisa até que esteja. E, principalmente, não se estresse ou aja como se fosse o fim do mundo. “Se você não conseguir dormir em 20 minutos, não adianta se culpar. Simplesmente levante-se, saia do quarto e se distraia por meia hora.”

O Dr. Neil lembra que ninguém vai morrer por dormir um pouco menos. Noites difíceis acontecem, mas amanhã pode ser diferente, então evite o efeito dominó. “Ninguém jamais morreu por falta de sono”, diz ele. “Os norte-americanos têm uma frase ótima: ‘Se não for esta noite, será na próxima’. Até mesmo o pior insone tem uma ou duas noites bem dormidas. Não devemos tratar o sono como um esporte competitivo, mas sim analisar como nos sentimos, independentemente de quantas horas estamos dormindo.”

Daisy Jones é redatora cultural, editora e autora de All The Things She Said. Seu trabalho já apareceu na Vice UK, British Vogue, Dazed, The Guardian e mais

Read More

SUBSCRIBE TO SERVICE95 NEWSLETTERS

Subscribe