Service95 Logo
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?
Issue #076 Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?

All products featured are independently chosen by the Service95 team. When you purchase something through our shopping links, we may earn an affiliate commission.

A topless female body, bound in velvet ribbons © Eric Traore/Trunk Archive

Como fica a positividade corporal agora que a magreza está na moda?

Três anos atrás, enquanto o governo britânico tentava transformar os pacientes gordos no símbolo da covid, a fotógrafa Chloe Sheppard e eu lançamos o The Fat Zine, uma plataforma para criativos gordos que buscam um espaço seguro para apresentar seu trabalho, com a ajuda de uma equipe formada apenas por criativos gordos. Até agora, vendemos mais de 2.500 exemplares e ganhamos mais seguidores, com corpos de todos os tipos, a cada dia.

O The Fat Zine está longe de ser um novo empreendimento para mim – escrevo sobre positividade corporal há quase uma década. O termo já existe há muito tempo, bem antes de chegar ao vocabulário convencional no início de 2010. Os defensores da aceitação de corpos gordos dos anos 60 o cunharam para encorajar outras pessoas gordas a abraçar sua aparência e amar seus corpos, em vez de ver nossa forma como algo negativo. À medida que os blogs de moda plus size começaram a ganhar força há cerca de 10 ou 15 anos, coincidindo com a ascensão dos ideais feministas em outras partes da internet, a positividade corporal veio à tona, assim como a interseccionalidade, o autocuidado e muito mais. 

Não demorou para as empresas perceberem que o empoderamento corporal feminino poderia ser monetizado, mudando o rumo das suas campanhas publicitárias para corresponder à nova inclinação da sociedade. O poder feminino começou a ser usado em campanhas de marketing para vender pirulitos emagrecedores; as academias começaram a oferecer fraternidade e solidariedade com a vergonha do corpo, atualizando os treinamentos com novos rótulos; e as marcas de moda descartável começaram a vender camisetas com desenhos de seios flácidos.

Após essa apropriação da linguagem do amor-próprio, começamos a nos cansar desses termos. Muitos estão sentindo a ressaca do feminismo e há um medo de que a continuidade da aceitação não esteja garantida.

Para os defensores da aceitação, o retorno ao culto da magreza extrema na cultura das celebridades e na grande mídia é um golpe certeiro. As passarelas estão usando menos modelos plus size do que nos anos anteriores. E o retrocesso nos direitos reprodutivos afetarão principalmente aqueles que já lutam para receber cuidados de saúde adequados. Você sabia, por exemplo, que a contracepção de emergência nunca funcionou para pessoas gordas?

Muitos culpam o Ozempic, que é o nome comercial da semaglutida, droga administrada por meio de injeção semanal e originalmente desenvolvida para o tratamento do diabetes tipo 2. De repente, há uma “solução” rápida, e aqueles que sempre odiaram pessoas gordas – mesmo que em segredo – agradecem. Embora mais do que nunca muitos se sintam melhor com seus corpos em um nível pessoal, as questões centrais do movimento pela aceitação de corpos gordos, que originaram a positividade corporal, ainda não foram solucionadas.

Para a segunda edição do The Fat Zine, traçamos o progresso dos movimentos pela aceitação da gordura ao longo dos anos em colaboração com a estimada escritora plus size Marie Southard Ospina.

Semelhante às ondas feministas, a aceitação da gordura vai e vem. Como alguém que viveu a vergonha corporal dos anos 2000, a quarta onda do feminismo nos anos 2010 e, agora, a volta do culto à magreza, é mais importante do que nunca reconhecer esses padrões. O retrocesso não é o fim do feminismo ou da positividade, mas a oportunidade de avançar para a próxima fase de aceitação corporal – e feminina.

Gina Tonic é escritora de cultura e sexo, editora do The Fat Zine – publicação que compartilha a arte e as histórias de criativos gordos – e mora no País de Gales

Read More

Subscribe